Revista Zé Pereira
Compre Aqui
Embarque

Mal Necessário

A inteligência em mãos erradas

Arnaldo Branco

Dia desses Tico Santa Cruz, reserva moral da nação, criticou a Mulher-Samambaia a propósito de um quiz de caderno cultural em que a burrice das respostas da mina parecia ser estudada, promocional. Talvez ela tenha entrado tão bem no personagem que a crítica do sujeito valha como uma espécie de elogio velado.

Quando a inteligência ganha defensores do naipe do Tico Santa Cruz, você sabe que o time está em má fase. Mas essa foi só uma manifestação muito comum da incapacidade do indivíduo para reconhecer em si mesmo o que só enxerga nos outros. É o fenômeno da projeção de que nos falava Freud e Moraes Moreira em seu hit "Besta é Tu".

Às vezes você se vê rodeado por pessoas que parecem legitimamente consternadas por uma manifestação da burrice, até que aos poucos percebe nelas os mesmos sintomas. A coisa parece um filme de Zumbi, é contagioso e não há para onde correr.

Talvez o governo devesse estimular o auto-exame, como no caso dos preventivos de câncer de mama. O sujeito ficaria em frente ao espelho apalpando a consciência, para ver se também engrossa as estatísticas das vítimas da estupidez.

Inteligência, ainda que light, está na moda e é importante distinguir os adeptos de ocasião do pessoal true, roots. De repente aquele cara que protesta contra a falta de conteúdo do Big Brother é um leitor contumaz da Martha Medeiros. Abaixo a demagogia!


O ataque dos telepatas assassinos
Concorrência desleal
A morte do sapo
Disposição contrária
To be or to appear to be, that is the etc etc
Kill kill kill the poor
As portas da percepção
Home of the brave, land of the free
Patrulha de Elite
A questão do conteúdo
O Brasil é um país sem o que mesmo?
Coleção primeiros passos: o que é didatismo
Humor anal
Um mundo de possibilidades
O Homem superando os meus limites