Revista Zé Pereira
Compre Aqui
Embarque

Mal Necessário

O Brasil é um país sem o que mesmo?

Arnaldo Branco

O Brasil é um país com 190 milhões de indivíduos dotados de capacidade mnemônica reclamando que o Brasil é um país sem memória. Talvez se as pessoas se dedicassem mais a registrar ou estudar os fatos do que a reclamar que ninguém está fazendo isso, ajudasse e tal.

George Santayana certa vez disse (quando exatamente? cartas para a redação da Superinteressante, que se liga nesse tipo de coisa): quem desconhece o passado está condenado a repeti-lo. O que explica muita coisa por aqui, como a reeleição do FHC, do Lula e a Casa dos Artistas 2.

A oposição acha que o PT inventou a corrupção e eleitores do PT acham que o Lula nasceu ontem e ainda não leu o jornal do dia. Como um sujeito traumatizado, o brasileiro bloqueia as lembranças ruins para poder 1) seguir a vida com um mínimo de sanidade e 2) repetir seu bordão favorito: "antigamente é que era bom!". O brasileiro em geral merece morrer de tuberculose.

Marx dizia que a História se repete como farsa, e a mulher dele acostumada às desculpas esfarrapadas pelas demoras do marido no quarto da empregada devia concordar. No Brasil, onde criatividade é mato, ela se repete também como dramalhão, sitcom e pornochanchada. Vejam se o caso do Renan com a Mônica não lembra a do Bernardo Cabral com a Zélia inclusive no mau-gosto das mulheres (e no affair interministerial, do casal como um todo).

Muitos dos sujeitos que reclamam que o brasileiro não lembra de nada devem dinheiro na praça; além da memória a coerência também não é o nosso forte.


O ataque dos telepatas assassinos
Concorrência desleal
A morte do sapo
Disposição contrária
To be or to appear to be, that is the etc etc
Kill kill kill the poor
As portas da percepção
Home of the brave, land of the free
Patrulha de Elite
A questão do conteúdo
A inteligência em mãos erradas
Coleção primeiros passos: o que é didatismo
Humor anal
Um mundo de possibilidades
O Homem superando os meus limites