Festival do Rio 2007 | Revista Zé Pereira
Revista Zé Pereira #1 Fácil me encontrar R$ 2,00 COMPRE AQUI
Festival do Rio 2007

Sexta-feira, 5 de Outubro de 2007

Prêmio Mico Leão Dourado


Por Estevão Garcia

Assim devia se chamar o prêmio Ação de Product Placement, o prêmio é tão constrangedor, tão pagador de mico, tão sorvete na testa que praticamente não aparece na imprensa. Mesmo sendo anunciado ontem no Odeon junto com os demais prêmios, hoje ele foi ignorado pela lista de premiações enviada para a imprensa. Será que os próprios criadores do prêmio, sabendo de seu despropósito, preferem não expor a sua existência?

Pra quem não sabe o prêmio Ação de Product Placement é conferido ao melhor merchandising cinematográfico. O filme que souber melhor inserir uma mercadoria em sua narrativa e em seu conceito visual leva o troféu. Só não foi explicado o que é compreendido como "melhor" inserção de produtos em um filme. O melhor merchandising no cinema seria aquele em que o produto "entra" no contexto apresentado pelo filme e que não é percebido/notado como tal? Melhor dizendo: o melhor merchandising seria aquele que esconde ou disfarça a sua função, ou seja, um merchandising culpado?
Ou o melhor seria o merchandising bem resolvido, aquele que faz análise uma vez por semana? Sem conflitos existenciais, sem culpa ou ressentimento o merchandising não enrustido mostra a sua cara sem vergonha e sem pudor.

É evidente que qualquer anunciante tem como prioridade a maior visibilidade de seu produto. Ele não está interessado em saber como o artista arquitetou colocá-lo em seu filme de modo que o seu caráter "artístico" não seja eclipsado pelo mercadológico. O anunciante está necessariamente focado no filme como mercadoria, como produto vendável gerador de lucros. O anunciante não coloca seus anuncios em qualquer filme. E não é por acaso que todos os concorrentes do prêmio Ação de Product Placement apresentavam alguma relação com a Globo Filmes.

o vencedor foi a atuação da Skol em "Ó paí, ó" (Dir: Monique Gardenberg, Brasil, 2007). Também concorreram a cidade de Porto Seguro através de "O Primo Basílio" (Dir: Daniel Filho, Brasil, 2007) e a Texaco por "Muito gelo e dois dedos dágua" (Dir: daniel Filho, 2007).

4 Comentários:

Anonymous Arnaldo disse...

Eu curti a inserção de balas Taurus na testa dos bandidos em Tropa de Elite...

5 de Outubro de 2007 14:41  
Anonymous Anônimo disse...

Já eu achei muito bem aproveitado o sangue Katchup da Turma da Mônica que respinga na lente da câmera do Tropa. Deu até pra sentir o gostinho, caiu um pouquinho aqui no canto da minha boca. Lambi logo, bonzão!

5 de Outubro de 2007 18:21  
Anonymous Anônimo disse...

esse prêmio é uma vergonha. e nada mais falarei

6 de Outubro de 2007 18:36  
Anonymous Anônimo disse...

Não acredito que isso seja vergonhoso. Será através de ações como essas, do merchandising em filmes, que as produções brasileiras cinematográficas deixarão de depender do governo e passarão a andar com as próprias pernas.
Isso é vergonha??

11 de Novembro de 2007 20:35  

Postar um comentário

<< Início